fbpx
cingapura blockchain

Cingapura – Hub de Blockchain do sudeste da Ásia

Cingapura é conhecida como o hub de blockchain e cripto do sudeste da Ásia

Além de estar na lista dos melhores lugares do mundo para fazer negócios, Cingapura teve um crescimento significativo no número de empresas que usam cripto e blockchain.

As leis favoráveis para investidores, a economia de livre mercado e o alto nível de educação, fundamentam a reputação de Cingapura.

Segundo a plataforma InWara, em 2018, Cingapura só perdeu para os EUA no número de ICO’s anunciadas.

Relatório Anual InWara 2018

Isso aconteceu graças aos reguladores bem informados e transparentes, dispostos a experimentar novas tecnologias e ao ambiente regulador favorável de Cingapura.

A Autoridade Monetária de Cingapura (MAS), autoridade responsável pela administração dos estatutos do setor financeiro, adotou medidas positivas em relação às criptomoedas e à tecnologia blockchain.

A MAS está incentivando a adoção dessas tecnologias junto com o governo. O diretor geral da MAS, Ravi Menon, declarou que as transações econômicas precisam ser sustentadas por confiança e blockchain pode trazer isso.

As autoridades de Cingapura incentivam discussões abertas sobre inovação com especialistas no setor, como em eventos como o Singapore Consensus 2018, onde visionários, empresários e especialistas discutiram o futuro da indústria.

Comparada a outros países asiáticos, Cingapura está mais esclarecida e disposta a apostar na tecnologia blockchain, além de atrair muitos negociantes com sua economia de mercado livre, estrutura fiscal atraente e ambiente sócio-político estável.

Muitas exchanges com grandes volumes de negociação criaram filial em Cingapura, pois lá é mais fácil para equipes de blockchain e cripto iniciarem uma empresa e terem vantagem competitiva.

Recentemente em um evento de Blockchain no MIT, o diretor da MAS, Sopnendu Mohanty, declarou que blockchain tem potencial para pagamentos transfronteiriços mas disse não ver o mesmo potencial nas criptomoedas.

No começo do mês, os bancos centrais de Cingapura e Canadá concluíram o primeiro pagamento transfronteiriço com blockchain. Os dois bancos tem projetos de DLT e a MAS enviou fundos para o Banco do Canadá (BoC) sem a necessidade de terceiros. O processo foi possível unindo duas redes de DLT: a plataforma do Project Ubin da MAS e a do Project Jasper do BoC.

Cingapura sempre foi exemplo em economia e tecnologia, e o incentivo do governo e dos reguladores demonstra que o país está ciente dos benefícios da tecnologia blockchain e pretende estar à frente nessa corrida.

Quer ficar por dentro de notícias relevantes, análises de preço, promoções e muito mais? Acesse nosso Canal do Telegram t.me/corretoraflowbtc e ganhe até 100 reais de BÔNUS

Leia também:

Quer ficar por dentro de mais conteúdo? Siga a FlowBTC nas redes sociais: