Staking de ETH chegou na Flow

QUE TAL COMEÇAR O ANO COM 10% DE BÔNUS SEM FAZER NADA?

VOCÊ JÁ OUVI FALAR DE STAKING?

Criptomoedas que utilizam blockchains baseados em prova de stake(participação) permitem que você possa ganhar recompensas (rewards) por validar transações. Basta colocar seus ETH em um node (nó) validador de Ethereum contribuindo para maior segurança e performance da rede.

O Ethereum está migrando para o sistema de stake e agora através da FlowBTC você também poderá receber até 10% de bônus em ETH por participar.

ETH 2.0 JÁ COMEÇOU!

A primeira fase de migração do Ethereum já começou. Conhecida como Phase 0, essa etapa irá ativar o chamado Beacon Chain, peça fundamental para a prova de stake. Veja também: O que é proof of stake?

POR QUE PARTICIPAR COM A FLOWBTC?

O mínimo para rodar um node validador do Ethereum é de 32 ETH, ou seja, cerca de R$ 160 mil na cotação atual. Um valor muito alto para a maioria dos investidores de criptomoedas no Brasil. Mas na FlowBTC você consegue participar com a partir de 1 ETH.

Essa modalidade de staking com uma exchange se chama soft-stake e já é realidade nas maiores exchanges do mundo! A FlowBTC trouxe esse conceito para o Brasil e agora você pode participar:

Algumas vantagens de participar do stake de ETH com a FlowBTC:

  • Recompensa de até 10% sobre o total de ETH depositado*
  • Participe com qualquer valor a partir de 1 ETH (bem menos que o mínimo de 32 ETH para rodar um node)
  • Venda seus ETH quando quiser sem ter que aguardar um ano como seria se você rodasse um node próprio**
  • Nós cuidamos da parte chata: tecnologia e segurança

CONDIÇÕES VÁLIDAS APENAS PARA AS PRÓXIMAS 48 HORAS

Como analisar o valuation de criptomoedas e blockchains

Nesse bate papo com o Professor Leonardo Lima Gomes da PUC-Rio (IAG), falamos sobre como avaliar criptomoedas do ponto de vista fundamentalista, sobre as CBDC (criptomoedas emitidas por bancos centrais) e DeFi (finanças descentralizadas).

Essa conversa com o Professor Leonardo marcou a estréia do Blockchain Talks, nova série de entrevistas e lives com quem entende de cripto e blockchain no Brasil e fora. O Blockchain Talks acontecerá toda semana em nosso canal do YouTube (Tribo Blockchain).

No vídeo dessa semana, falamos sobre a parceria entre Flow e IAG PUC-Rio para o curso Valuation de Criptoativos. Clientes cadastrados na FlowBTC receberão por e-mail um desconto para inscrição nesse curso altamente recomendado pelo Marcelo Miranda, CEO da FlowBTC.

Google entra para rede EOS

O gigante do Vale do Silício, Google, anunciou ontem que entrará para a rede da criptomoeda EOS como um validador de blocos (block producer).

Atualmente os maiores block producers da EOS são as exchanges Binance, Huobi e Okex. O Google, através de sua plataforma de infraestrutura de núvem, Google Cloud, é a primeira grande empresa de tecnologia a se juntar ao grupo de processadores do blockchain EOSIO.

O Google publicou uma nota oficial em seu site:

“Google Cloud entrou em uma parceria com a Block.one (empresa criadora da EOS) e será um candidato a block producer ao prover infraestrutura e suporte para a rede EOS, que é construída no protocolo de blockchain EOSIO (…). A Google Cloud com sua alta disponibilidade, baixa latência e rede de fibra ótica fornecerá estabilidade, confiança, segurança e uma cobertura global para os esforços e desenvolvimentos do blockchain público da Block.one.”

Dan Larimer, CTO da Block.one e fundador do EOS, deu as boas-vindas:

“Através de oráculos seguros, relatórios de transações entre chains, gerenciamento de chaves e validação de nós validadores, a infraestrutura confidencial da Google Could vai aumentar a segurança, escalabilidade e descentralização da tecnologia de blockchain.”

Dan Larimer, fundador da EOS

Thiago Canellas, CEO da EOS Rio, único block producer de EOS brasileiro, também reforçou a importância do anúncio:

“A aproximação de grandes empresas de tecnologia com o ecossistema EOS aumenta a confiabilidade da rede, amplia as ferramentas disponíveis para os desenvolvedores e cria novas oportunidades para empreendedores. Além disso, essa parceria com a Google Cloud reforça o comprometimento da Block.one com a rede EOS. Sem dúvidas uma excelente notícia para quem acredita no potencial da tecnologia.”

Canellas destacou também a contratação do ex-banqueiro R. Martin Chavez da Goldman Sachs, gigante de Wall Street, para encabeçar o quadro de conselheiros da Block.one, como outro ponto importante para a EOS.

Com o anúncio da Google, a criptomoeda EOS deu um salto expressivo na sessão de ontem. A cotação do EOS em dólar chegou a saltar 20% tocando na resistência de US$ 3,00 para depois recuar mas ainda segurando uma alta de 6% por volta de US$ 2,65 e no Brasil é cotada a R$ 15,28 na FlowBTC.

EOS chegou a saltar 20% com o anúncio da entrada da Google Cloud

Após o agito de ontem, o Google jogou um pouco de água fria esclarecendo que não pretende receber em tokens EOS pelos seus serviços. Ou seja, não será um minerador da criptomoeda. Um dos desenvolvedores da Google Cloud, Allan Day, disse ao site especializado Coindesk:

Google Cloud não está entrando em mineração de criptos. Essa é uma jogada de infraestrutura para nós.

OPINIÃO: Sendo ou não sendo uma jogada apenas de infraestrutura, a verdade é que quando um gigante como o Google se mexe os traders tem que ficar em alerta total. E mais, se eles escolheram a Block.one e EOS para uma parceria, essa cripto não poderá sair do nosso radar durante um bom tempo. A EOS esteve estagnada perto de US$ 2,50 durante boa parte do ano após ter tocado US$ 5,50 em fevereiro antes da pandemia. Vamos acompanhar os próximos desenvolvimentos nessa história Google + EOS. Fique ligado!

Notícias da Semana – 29/6 a 5/7

Tecnologia Blockchain e Cinema 

O uso do blockchain está sendo explorado pela indústria cinematográfica em duas esferas, tanto tokenização quanto à proteção da propriedade intelectual. 

O uso de tokenização é a oportunidade financeira que pode ser aproveitada ao se lançar um token para aquele filme ou projeto, onde os investidores aptos a participar e correr o risco ou gostar do projeto, poderão investir como pessoa física nos projetos.  

Já para a propriedade intelectual, o uso prevê nas proteção da propriedade intelectual e melhor exploração do Royalties do roteiro, onde o autor do roteiro pode vender parte dele e ficar recebendo através dos lucros futuros do filme. 

Iota pode se tornar totalmente descentralizada até 2021

A Iota Foundation quer extinguir coordenadora de rede e se tornar uma “rede totalmente descentralizada” até o primeiro trimestre de 2021.

Com o lançamento do app Polen, os usuários podem testar a rede testnet totalmente descentralizada, em uma primeira fase. 

A transição completa para a total descentralização, ocorrerá em três fases, em que a última será o “Coordicide” (Coordinator + Suicide), em que prevê a extinção do coordenador, representado pelo Iota Foundation.   

Você sabe o que são os Killer Apps ?

Os aplicativos de empréstimos de criptomoedas, serão os próximos Killer Apps? 

Explicando rapidamente sobre o que é um Killer App, é um aplicativo tão necessário ou desejável que populariza o uso de uma tecnologia inovadora.

Em 2019 os empréstimos bateram a marca de R$ 8 bilhões. A maioria utilizam custodiantes centralizados, mas a operação também pode ser feita através de plataforma de empréstimos DeFi, através de P2P (Peer-to-Peer).

Temos um vídeo explicando o é DeFi, vale muito apena dar uma olhada.

Advogados podem aceitar Bitcoin como pagamento

É o que afirma a Justiça de Washington D.C.. Liberando parte do pagamentos dos advogados em Bitcoin. 

O pagamento de taxas em BTC, seria feito da mesma forma que o pagamento de propriedade imobiliária.

A sistema jurídico, ainda afirmou: “mesmo que a natureza volátil das criptomoedas podem impor alguns riscos aos advogados, estes não podem ir contra a corrente da mudança mesmo se quisessem”.

E mais, as curtinhas do criptoOne – Notícias em 1 minuto:  

 Uma empresa dos Estados Unidos, a Blockstream, lançou um Kit de Satélites para receber criptomoedas sem precisar usar a internet! Que tal ficar no meio do oceano e investir em Bitcoins, agora não há mais desculpas. 

  O aplicativos de cripto pode crescer na Índia. Depois do vai e vem da Justiça, entre o bloqueio e desbloqueio das tecnologia, agora ao que tudo indica a Suprema Corte liberou! A Índia conta com um grande número de usuário de smartphones o que ajudaria na criação de novos empreendimentos. 

  Concurso de Diplomata Brasileiro, exige conhecimento em criptomoedas e blockchain. De acordo com seu edital, os candidatos precisarão ter conhecimentos nos temas. 

Não esqueça de curtir o vídeo e se inscrever no canal Tribo Blockchain. Ah e não deixe de curtir as nossas redes sociais para ficar por dentro de tudo no mundo das criptos!

Notícias da Semana – 15 a 21 de junho

Os Caixas eletrônicos de Bitcoin ultrapassam mais de 8.000 em todo o Mundo

De março para cá, o número de BTMs, como é chamado os caixas eletrônicos de Bitcoins, saltou de 7000 para 8000. 

Isso mostra a crescente demanda pública por criptomoeda, de acordo com o recurso de monitoramento – CoinATMRadar, existem 8.208 BTMs em 73 países… 

Mas claro, a maioria delas nos Estados Unidos, contando com mais de 6.000 deles. Os caixas eletrônicos permitem a compra e venda de Bitcoin e Altcoins por dinheiro.

 A expansão da rede Lighting Network ao redor da África

O mapa de nós da Rede Lighting Network, em que o Bitcoin opera está espalhado ao redor do globo, mas sabemos que a maioria encontra-se nos Estados Unidos e na Europa. 

Ao todo no Continente Africano, parece ter 8 nós. E para mudar essa situação, o empresário Chimezie Chuta criou um Kit DIY chamado SpaceBox, que ele espera expandir o uso da tecnologia. 

O KIT conta com um Raspberry Pi que roda um software da Lightning nodes e o principal um Painel Solar, já que grande parte da população não tem acesso a eletricidade. 

Land Rover reconhece importância históricas da rede Bitcoin 

Em uma propaganda de 50 anos, onde mostra os seus carros e correlaciona cada data de lançamento com um fatos históricos, a empresa em um tweet de 17 de junho, incluía a criação da rede do Bitcoin. 

Entre os anos 200, o anúncio dizia: “A rede Bitcoin é criada”, no ano de 2009. 

O comercial da Land Rover mostra mais um sinal de crescente reconhecimento do Bitcoin pelo público em geral.  

Agora saindo do Bitcoin e falando um pouco do Ether  

Dataprev busca especialista em Ethereum 

O governo, através da Dataprev, em um aviso de consulta pública, busca um especialista na tecnologia. 

O tema é “identificar possíveis alternativas para a Contratação de Suporte Técnico para tecnologia Blockchain Ethereum”. 

O Dataprev é um pilar do governo 4.0, e considerando o possível envolvimento com a rede Ethereum, visa aumentar a transparência em suas relações. 

Outras notícias que foram destaque na semana:  

  Fundo Público – FUNTTEL –  aprova aplicações em blockchain para telecomunicações. A previsão de desenvolvimento da plataforma acontecerá ainda neste ano e em 2021. O valor total disponibilizado pelo fundo para a blockchain será de aproximadamente 2 milhões e 700 mil reais.

  Empresa de pagamentos dos Estados Unidos – BitPay – lançou um cartão de débito pré-pago em parceria com a Mastercard, onde você pode gastar e pagar usando suas Criptomoedas.

A Deloitte, em pesquisa recente, mostrou que 40% dos entrevistados das principais empresas de tecnologia do mundo atualmente têm blockchain em produção e que quase 90% pensam que a tecnologia se tornará mais importante nos próximos três anos. 

O novo sistema de pagamentos e transferências instantâneas – o PIX –  já conta com aproximadamente 1000 empresas cadastradas que estão testando a nova função. Ela visa substituir o TED e DOC.   

Apple e Google incluíram nas suas Stores um aplicativo que usa a rede Ethereum para comprar possível vacinação contra a Covid -19.

Bitcoin no IR

Como declarar Bitcoin no seu Imposto de Renda

Você sabia que é necessário informar seus Bitcoins e demais criptomoedas no Imposto de Renda?

O prazo para entrega da declaração de imposto de renda referente ao ano de 2019 está chegando. Se você é como a grande maioria das pessoas deve estar agora na correria para juntar todas as informações. Nessa hora a gente acaba não lembrando de algumas coisas, como aquela criptomoeda que você adquiriu faz muito tempo. Se esse é o seu caso, leia com bastante atenção esse post.

Demais informações como qual o tipo de criptomoeda adquirida, quantidade, corretora utilizada e a cotação do dia em que foi adquirida devem constar no campo “Discriminação” da sua Declaração de IR. É importante colocar todas as informações para evitar que a sua declaração caia na malha fina por falta de informações ou má interpretação dos dados inseridos. Você deve guardar a documentação que comprova a autenticidade dessas informações, como por exemplo o seu extrato bancário que mostra o depósito em reais na FlowBTC.

Vamos a um exemplo para facilitar: Se você adquiriu R$ 5.000,00 em Bitcoins no dia 05/02/2019 – ainda não efetuou a venda dessa moeda – e no dia 31/12/2019 ela estava valendo R$ 6.5000, o valor que você deve declarar no seu imposto de renda continua sendo os R$ 5.000,00 que você pagou na aquisição, independentemente do valor que estava valendo no mês de dezembro, certo?

No campo “99 – Outros bens e direitos” de 31/12/2018 estará como R$ 0 (zero), pois você realizou a aquisição no dia 05/02/2019 e o valor para 31/12/2019 corresponde a R$ 5.000,00. 

Caso você não tenha nenhum registro da sua posição no fim do ano de 2019, você poderá abrir uma solicitação desta posição através do formulário no link no fim deste post.

Ganho de Capital em Criptomoedas

Somente se você realizou VENDAS ACIMA DE R$ 35 MIL em um determinado mês leia abaixo com atenção:

GANHOS COM CRIPTOMOEDAS: Se dentro de um mês você vendeu suas criptomoedas por um valor maior do que o valor pago – somente quando os valores apurados na VENDA em um determinado mês forem acima de R$ 35.000,00 – isso também deve ser informado na sua declaração a título de ganho de capital. Nesse caso, você irá pagar imposto segundo alíquotas progressivas estabelecidas em função do lucro sobre o ganho que foi realizado. (IMPORTANTE: Isso deve ser informado por meio do “Programa de Apuração dos Ganhos de Capital (GCAP2019)” até o último dia último do mês seguinte. Fazendo isso, você pode exportar os dados do GCAP2019 para a sua Declaração de Imposto de Renda). Se o valor negociado nos meses de 2019 forem sempre abaixo de R$ 35.000,00, neste caso, não deverão ser levadas a tributação. Novamente: É importante você guardar a documentação que comprova a autenticidade desses valores.

ALÍQUOTAS APLICÁVEIS À APURAÇÃO DO GANHO DE CAPITAL:

I – 15% sobre a parcela dos ganhos que não ultrapassar R$ 5.000.000,00;

II – 17,5% sobre a parcela dos ganhos que exceder R$ 5.000.000,00 e não ultrapassar R$ 10.000.000,00;

III – 20% sobre a parcela dos ganhos que exceder R$ 10.000.000,00 e não ultrapassar R$ 30.000.000,00; e

IV – 22,5% sobre a parcela dos ganhos que ultrapassar R$ 30.000.000,00.

Saiba mais em:

http://receita.economia.gov.br/interface/cidadao/irpf/2020/declaracao/preenchimento

http://receita.economia.gov.br/interface/cidadao/irpf/2020/perguntao/perguntao

Baixe o Programa de Declaração de Imposto de Renda em:

http://receita.economia.gov.br/interface/cidadao/irpf/2020/download/download-do-programa

Criptomoedas e Blockchain: Notícias da semana

As notícias do universo das criptomoedas e blockchain em um vídeo rápido para você ficar atualizado sem gastar muito tempo. Nesse vídeo:

  • O Banco Central vai bloquear Criptomoedas?
  • CEO do Ripple tem reunião com presidente do Banco Central. O que vem por ai?
  • Startup uruguaia que usar blockchain para rastrear cultivo e consumo de maconha
  • Evento do Cade reforça importância da tecnologia Blockchain nos bens de consumo.

Doe cestas básicas com Bitcoin #Covid19 #VencendoJuntos

Vencendo Juntos! 

Esse é o nome da campanha que a FlowBTC apoia para ajudar mais de 33 mil famílias em vulnerabilidade social no país.

Uma campanha idealizada pelos mais renomados atletas de nosso País e que conta com o apoio e parceria de grandes empresas e instituições como Itaú, UNESCO, SPORTV entre outros. 

Com seu apoio e o seu movimento, arrecadaremos doações em Bitcoin que serão convertidas em cestas básicas. Qualquer valor em Bitcoin será aceito.

Para doar em Bitcoin é muito simples. Aponte para o QRcode na imagem abaixo ou copie e cole o endereço da carteira #vencendojuntosflowbtc e colabore para que milhares de famílias possam passar por mais esse momento desafiador.

Carteira: 14JdJ4FSceMdgqBtyghFtbH1tDEYrwNKn6

Você poderá acompanhar todas as doações realizadas para está campanha através do blockchain e também do próprio site do #VENCENDOJUNTOS

A campanha que tem como meta arrecadar R$ 10 milhões já arrecadou R$ 840 mil até o momento desta postagem (terça, 12 de maio).

Vamos mostrar a força da comunidade de criptomoedas com uma arrecadação grande em Bitcoin e sua participação com qualquer valor é super importante!


Para saber mais sobre a campanha, idealizada por diversos Atletas do nosso País e com grandes apoiadores e parceiros, acesse www.vencendojuntos.com.br 

Participe e compartilhe. Vamos vencer isso juntos. #vencendojuntos

Ajude doando qualquer valor em Bitcoin

Halving do Bitcoin – tendência de alta será mantida?

Cotação do Bitcoin segue em tendência de alta faltando apenas 15 dias para o halving da recompensa dos mineradores. No momento da publicação deste post (domingo 26/4 às 21:35h) o Bitcoin é negociado a US$ 7750,00, uma alta de 11% esta semana e de mais de quase 100% desde o crash de 13 de março no início da pandemia.

No Brasil, o Bitcoin chegou a R$ 42.500,00, uma alta de 15% somente esta semana com a alta do dólar contribuindo para a subida rápida das Criptomoedas.

Outras criptomoedas como Ethereum também seguem em forte tendência de alta. O ETH em dólar está testando novamente a resistência dos US$ 200.

Alta de 93% do BTCUSD trazendo a cotação para o mesmo nível de antes do crash

Segundo traders do mercado, parte da alta do Bitcoin é relacionada aos pacotes de ajuda econômica dos bancos centrais do mundo inteiro (excesso de liquidez das principais moedas fiat como dólar e euros). A outra razão importante da alta é relacionada ao HALVING (ou HALVENING) do Bitcoin que acontecerá dia 12 de maio (pode haver uma variação).

O que é o Halving do Bitcoin?

O halving do Bitcoin acontece de 4 em 4 anos e está programado no código-aberto do Bitcoin. No halving, o número de Bitcoins que um minerador recebe por ter minerado um bloco no Blockchain do Bitcoin, cai pela metade.

O minerador recebe hoje em dia 12,5 bitcoins por novo bloco minerado. A cada 10 minutos em média um novo bloco é minerado e só ai já da pra notar o quão importante é essa receita para o ecossistema do Bitcoin no mundo. No próximo halving a taxa de recompensa por bloco irá para 6,25 BTC.

Curva de emissão de novos Bitcoins ao longo do tempo e taxa de inflação

Note que a curva de emissão de novos Bitcoins acima é mais acentuada no começo e vai suavizando principalmente a partir de 2021 até ficar praticamente flat a partir de 2040. A cada 4 anos observe que a linha azul tem uma leve “quebra” que justamente é o efeito do halving.

Quando é o Halving do Bitcoin?

O halving do Bitcoin acontece a cada 210 mil blocos que em média ocorre de quatro em quatro anos e o próximo deve acontecer no dia 12 de maio de 2020. A data e horário exatos podem mudar já que o momento certo é dado pela altura do bloco, ou seja, um número de bloco específico. e dependendo da velocidade de processamento dos blocos pode haver uma variação do halving.

O site abaixo acompanha o momento exato e tem um contagem regressiva para você ficar por dentro.

https://www.bitcoinblockhalf.com

Quantos Bitcoins o minerador vai passar a ganhar após o halving?

A partir do próximo halving que acontecerá no dia 12 de maio de 2020, a taxa de recompensa do minerador (block reward) cairá de 12,5 BTC por bloco para 6,25 BTC por bloco.

Essa recompensa tende a chegar a zero no ano de 2140. Muita gente pergunta o que o minerador vai ganhar quando essa taxa ficar muito pequena a partir dos próximos 12 ou 16 anos. A resposta reside no aumento da taxa de transação que hoje é muito pequena mas tende a aumentar a medida que o Bitcoin fica mais escasso e se valoriza mais.

A alta do Bitcoin continuará até o Halving?

Diversos analistas olham para o efeito dos últimos halvings no preço do Bitcoin e historicamente sim existe uma relação. No entanto, performance passada não garante performance futura. Todos os mercados inclusive ações, FX e principalmente commodities estão com volatilidade altíssima dado o cenário global de pandemia e o grande ponto de interrogação sobre a recuperação econômica global. O futuro de petróleo na última semana chegou a operar no negativo, algo nunca antes visto.

Acreditamos que o halving por si só não será responsável por mais pressão de alta no Bitcoin mas aliado a uma continua melhora dos mercados globais podemos ter o halving como um catalizador levando o Bitcoin à novas altas.

Vamos acompanhar e como sempre, operar com prudência em momentos de alta volatilidade e risco.

Previsões para Criptomoedas e Blockchain em 2020

2019 foi um grande ano para o Bitcoin e Blockchain

O ano passado foi um ano de grande valorização do Bitcoin, que saiu de uma base baixa de US$ 4 mil para US$ 7.200, um ganho de 80% em 2019. Outras criptomoedas também tiveram ganhos expressivos mas não tanto quanto o Bitcoin.

Um dos principais destaques foi o tão aguardado lançamento da Bakkt. A nova bolsa de futuros de Bitcoin que tem por trás os mesmos donos da Bolsa acionária de Nova York, a NYSE.

O Bitcoin também foi destaque no quesito inovação, principalmente com a Lightning Network (rede relâmpago) saindo do papel e virando um realidade com grandes exchanges, como a Bitfinex, já implementando o novo protocolo de segunda camada (Layer 2).

No lado do Blockchain privado também vimos alguns desenvolvimentos promissores como o lançamento da rede Marco Polo que utiliza tecnologia DLT (distributed ledger technology) de Blockchain permissionado Corda da R3 para tornar o financiamento do comércio exterior (Trade Finance) mais eficiente.

E finalmente em 2019 tivemos a notícia da Libra, a criptomoeda que será lançada pelo Facebook junto com participantes do mercado de pagamentos, e-commerce e cripto.

Ótimos mas agora vamos parar de olhar no retrovisor e focar no que vem daqui pra frente.

AVISO: Antes de qualquer coisa vamos deixar claro que nada aqui nesse post ou vídeo é aconselhamento financeiro ou recomendação de investimentos.

Esses são os 10 maiores temas para Cripto e Blockchain em 2020 em nossa opinião.

Em décimo lugar:

Armageddon Financeiro

Estamos caminhando para o apocalipse financeiro?

Tem muito economista fazendo o papel de profeta do apocalipse. A tese é de que o atual sistema financeiro e bancário está quebrado. Os principais bancos centrais pelo mundo estão injetando mais e mais liquidez nas economias dos seus países. Isso gera diversas distorções como sintomas ou efeitos colaterais como os juros negativos mas nessa visão nós temos um doente terminal que é o mundo econômico-financeiro como nós conhecemos. Pra apimentar mais esse cenário temos o trade war (guerra comercial) entre Estados Unidos (leia-se Trump) e China além de um potencial bolha no valuation das startups puxada pelo SoftBank, WeWork etc.

Fizemos um vídeo recente que fala sobre o paper do Deutsche Bank sobre essa tese.

Deutsche Bank prevê o fim do dinheiro como nós conhecemos


Mesmo que essa seja a direção, achamos que essa situação ainda pode rolar por muito tempo e mesmo se o pior cenário acontecer, dificilmente a resposta vai ser Bitcoin ou alguma outra cripto. Na verdade, se pegarmos dados mais recentes, veremos que a correlação do Bitcoin com mercados tradicionais, como de ações, vem aumentando.

Mas como a situação dos grandes bancos e os bancos centrais não deve mudar pra melhor em 2020, o tema de Armageddon financeiro e o potencial das criptos como sistema alternativo ainda vai dar o que falar nesse ano.

NONA POSIÇÃO >>